27 de abril de 2015

A combinação (Al Chemy)

Há infinitas coisas, explicáveis e inexplicáveis, que passam por nosso campo de visão ou não, por nosso campo olfativo, magnético, filosófico, sentimental, pelas batidas do nosso coração, traduzidas ou não pelos bits do cérebro, por não serem suficientemente capazes de explorar toda a diversidade universal que nos circunda e sempre haverá.

Só sei que a vida, aliás, a existência, pois a morte também é presente, é uma combinação perfeita e enigmática de tudo. Não fosse a pressão externa, com o calor interno nas nebulosas, cruzando com a velocidade do vento e a distância de um corpo a outro, teria que ser assim, exatamente assim. A densidade da sua respiração resultou no calculo exato para que o universo exista agora, assim. Do jeito que é. Não fosse o seu com o meu respirar, nada existiria, pois a existência é a combinação perfeita e exata pra que tudo exista e seja o todo, agora. Exatamente como é.