20 de maio de 2017

DIRETAS JÁ!

A primeira coisa que vem na cabeça do povo quando o Temer é flagrado claramente em um esquema de golpe e corrupção pela JBS é que o filho do Lula tem alguma coisa a ver com isso. Já de primeiro momento, caracteriza-se a pseudo-politização da nossa sociedade. E não adianta falar com sarcasmo, pois não se entende a brincadeira, se não se conhece o problema. Da parte daqueles que se informam, não adianta. Muito menos chamá-los de "coxinhas". É preciso ser didático, a coisa tá séria.

Os conservadores pensam que são da elite e, ao ver que a direita não corresponde às suas expectativas, bradam com todo o ar dos pulmões: FORA TODO MUNDO! Ingenuidade ou imaturidade de encarar o problema de frente? Não existe a possibilidade de sair todo mundo do poder; não neste regime. Isso é coisa de quem acha que política é jogo de futebol e acaba se tornando o torcedor que não sabe perder. E, NÃO. Isso não é um jogo - pelo menos pra nós. Se vamos pra rua pedir  "Diretas Já", por favor, vamos ser conscientes!

Sou a primeira pessoa a defender o apartidarismo e tenho ideias para isso... mas atualmente precisamos escolher um representante. E não há como negar: todos sabemos que a "direitosa" tá montando em vossos lombos! Não é questão de antipatia, é questão de que todos nós somos brasileiros e precisamos fazer alguma coisa. Se Dilma Rousseff fosse mesmo essa corrupta que todos falam sem conhecimento aprofundado, ela teria estruturado a Lava Jato, juntamente com Lula? Quem tem medo é quem boicotou a operação. Fizeram parar tudo pela metade e os lixos, que eram para estar presos, estão no poder.

Então, as pessoas que estão perdidas me perguntam: porque tudo isso está acontecendo, afinal? Qual é o interesse por trás da JBS em desarticular o governo Temer? Sabe-se que o atual presidente andava com a popularidade em baixa. Logo, estava ficando difícil passar as reformas caríssimas aos financistas. Com isso, nossa mídia (em especial a Rede Globo de Comunicação), cumpre seu papel, pixando o impopular e substituindo-o por alguém que faça com que as reformas não pareçam tão empurradas goela abaixo do povo. Prestem atenção como já já essa figura irá aparecer.

Diminuí-se, assim, o prejuízo eleitoral para os deputados e a coisa flui. Para isso, todas as formas de alienação são válidas. O importante é tentar empurrar, via indireta, alguém que a grande mídia tenha apreço, e que não tenha cara de político profissional, pra não causar repulsa na população. Os pacotes de austeridade vão ficar bombando, enquanto esse alguém, de cara limpinha e sorriso fácil (mais voltado para entretenimento que política e quase um laranja, como o esquecido presidente da câmara, Rodrigo Maia), fica na linha de frente, adoçando a alma revolta do povo.

A verdade é que ninguém aqui é tão rico ou poderoso o suficiente para querer ficar do lado de branquinhos conservadores (nada contra os branquinhos). É que até mesmo o próprio branco hétero, que tem um bom cargo privado, faz parte da "ralé" para eles. Acorda: Povo. É o que somos. Se for pra votar, vote em alguém que fale sua língua. Parem de pirracinha, avaliem os fatos de forma realmente profunda; a coisa tá séria.


0 comentários: